drupal

WordPress é puxado pelos usuários, e Drupal é empurrado pelos desenvolvedores. Qual é a melhor posição?

WordPress e Drupal são ferramentas essencialmente usadas para gerenciar conteúdo na web. Pense que é um sistema que não apenas entrega um site, mas que também oferece uma interface administrativa para administradores e editores poderem fazer alterações nos mais diversos componentes do site, sendo que, não é de surpreender, o principal intuito é administrar o conteúdo. Mais, ele oferece um sistema de "hooks" que permite a desenvolvedores extender as funcionalidades e administrar o tema, que é o conjunto de códigos e assets que detreminam a aparência do site. E para finalizar com as semelhanças, ambos são construídos com a utilização da linguagem PHP. Poderíamos dizer então que ambos são concorrentes, correto?

Porém, para eu que comecei a utilizar o Drupal para fazer sites (e a grande maioria das pessoas nesta situação se tornam fãs incondicionais desta ferramenta), o fato de que o WordPress representa quase 30% de toda web, segundo o site W3Techs, é um problema. O Drupal representa apenas 2,3% dos sites, menos de um décimo do uso do WordPress.

Como criar um perfil de instalação no Drupal

É natural que todo Drupaleiro tenha um grupo de módulos e configurações que ele goste para as suas instalações de Drupal. No entanto, ter que fazer esse grupo de configurações a toda nova instalação de Drupal é chato e é uma perda de tempo. O Drupal oferece a possibilidade de se criar um profile de instalação, onde se é possível instalar um Drupal contendo já por padrão todas aquelas configurações que você gosta de fazer.

Criar um perfil de instalação no Drupal é muito fácil. Mas não vejo material sobre isso na internet. Portanto, acho interessante documentar a forma como se é possível criar um perfil de instalação para o Drupal.

 

Apenas para o exercício, vou determinar a seguinte tarefa para o perfil de instalação, em função de alguns pequenos ajustes que sempre faço nos Drupais que instalo. A idéia é fazer um perfil de instalação onde não preciso mais ficar fazendo os ajustes que sempre faço:

Finalizando um site em Drupal

É natural que na fase de desenvolvimento de um site em Drupal existam algumas configurações que são apropriadas apenas para sites em desenvolvimento. Porém, essas configurações podem ser passadas para o site da produção sem serem percebidas pelo desenvolvedor, porque não interferem em comportamentos facilmente percebedos pelos usuários e desenvolvedores.

Portanto, para entregar o site, cheque:

  • Faça uma "varredura visual" na pasta de módulos do Drupal e veja quais módulos foram instalados apenas para fins de desenvolvimento. Ao identificá-los, proceda para a desisntalação deles.
  • Se o site está compactando o css e o javascript nas opções de cache.
  • Se as mensagens de aviso estão desativadas.

Se estiver usando SMTP:

  • Verifique se a opção de "debug" está desativada

Caso esteja usando o Zen 5 e usando SASS:

  • Em config.rb, mude a variável do environment para production.

Drupal em português

Diferentemente do WordPress, o Drupal não possui um arquivo para a sua instação com seus termos já traduzidos para o português. Para ganhar flexibilidade, o Drupal possui um algorítimo de gerenciamento de idiomas, o que permite de forma fácil e gerenciável manter o site preparado para diversos idiomas, mesmo quando o site está sendo acessável pela mesma URL, ele possui vários mecanismos para ajustar o idioma do site para diferentes situações.

Localization Update

Baixe o Localization Update para traduzir o seu Drupal de forma rápida. Não apenas os termos básicos serão traduzidos, mas também os termos de outros módulos eventualmente instaldos em seu Drupal também poderão ser traduzidos. Você não precisa, por exemplo, baixar ou criar arquivos .po para cada módulo que você venha a ter. De forma automática, ele já vai buscar a tradução também dos módulos.